práticas sustentáveis para a gestão de resíduos

As práticas sustentáveis para a gestão de resíduos tem buscado a diminuição dos impactos ambientais que os resíduos causam. Essas práticas geram reduções de custos de produção, possibilita recuperação de matérias primas, o aproveitamento dos resíduos em seu processo de fabricação ou até mesmo a comercialização deles para terceiros.

Para adotar práticas sustentáveis a organização precisa incorporar internamente ações sociais e ambientais. Essas ações visam atender as necessidades da sociedade, a valorização da imagem e da marca.

Práticas sustentáveis como pequenos esforços nos escritórios ou linhas de produção, incentivando os funcionários a terem suas próprias canecas ou fazer uma ampla campanha de gestão de resíduos deixou de ser um diferencial e passou a serem prerrogativas básicas para uma empresa. É preciso fazer muito mais para que a organização se torne sustentável. Confira!

Práticas sustentáveis para a gestão de resíduos

práticas sustentáveis para a gestão de resíduos

Conheça algumas práticas sustentáveis que contribuir para gestão de resíduos, além disso, aumenta o lucro da empresa.

1 – Gerencie os resíduos

Para se tornar uma empresa sustentável é essencial criar um gerenciamento de resíduos eficiente e efetivo.

A organização deve se preocupar em separar os resíduos na fonte geradora, buscar parcerias com cooperativas de reciclagem locais e criar campanhas de redução do uso de descartáveis.

Fazer gestão de resíduos significa adotar um conjunto de ações adequadas nas etapas de coleta, armazenamento, transporte, tratamento, destinação final e disposição final ambientalmente adequada. Objetivando a minimização da produção de resíduos, visando à preservação da saúde pública e a qualidade do meio ambiente.

De acordo com a Política Nacional de Resíduos Sólidos (Lei nº 12.305/2010), a gestão de resíduos deve garantir o máximo de reaproveitamento e reciclagem e a minimização dos rejeitos. Praticas essas que reduz o consumo de recursos naturais.

Além disso, identifica deficiências do processo produtivo, reduzindo desperdícios e custos, aumentando a lucratividade dos negócios e contribuindo para o desenvolvimento sustentável.

Uma organização que não realiza a gestão dos seus resíduos sólidos perde muitas oportunidades, principalmente de realizar negócio com novos clientes.

2- Implemente a coleta seletiva

práticas sustentáveis para a gestão de resíduos

A coleta seletiva consiste em uma coleta diferenciada de resíduos com características similares. O gerador do resíduo separa previamente o resíduo segundo a sua constituição ou composição e disponibiliza-os para a coleta separadamente. Essa separação facilita a reciclagem tornando-a mais fácil e viável economicamente, pois cada tipo de resíduo tem um processo próprio de reciclagem.

Para implantar a coleta seletiva dentro da empresa a equipe deve se sentir parte atuante na implementação.

Essa é uma oportunidade única de melhorar o relacionamento entre todos e promover educação e engajamento dos colaboradores.

3 – Informatize seus documentos

Na gestão de resíduos são exigidos pelos órgãos ambientais várias licenças e documentos que comprovam a destinação correta dos resíduos. Consequentemente, são gerados vários papéis com as informações pertinentes.

O grande empecilho é o que fazer com esses papéis após o fim de sua legalidade. Se a organização quer se tornar uma empresa sustentável o primeiro passo é eliminar essa papelada.

Ao adotar um sistema online de controle de documentos, é possível, reduzir o consumo de papel, economizar espaço de arquivamento, aumentar a segurança de documentos importantes e confidenciais, agilizar a busca economizando tempo.

O software da VG Resíduos permite o controle necessário para uma gestão eficiente.

4 – Elimine desperdícios

Verifique os desperdícios da empresa. Se a existência perdas em algum processo produtivo.

Além disso, podem ser empregadas atitudes simples, tais como: pintar as paredes de branco para refletir melhor a luz; trocar as lâmpadas fluorescentes por modelos de LED; instalar sensores de presença em locais com pouca circulação de pessoas; e fazer a manutenção ou a substituição de equipamentos. Substituição de arquivos físicos por planilhas eletrônicas.

Verifique também se as sobras do processo podem ser reaproveitadas.

Essas práticas contribuem para reduzir a quantidade de resíduo que será descartado.

5 – Recicle resíduos

A reciclagem é definida como um processo de transformação dos resíduos em insumos ou novos produtos. No gerenciamento e gestão de resíduos é a quarta prioridade, conforme Lei 12.305/2010.

Aplicando um conjunto de técnicas esses resíduos dão origem a um novo produto ou a uma nova matéria-prima com o objetivo de diminuir a produção de rejeitos e o seu acúmulo na natureza, reduzindo o impacto ambiental.

A reciclagem de resíduos contribui muito para a diminuição da quantidade de resíduo e dos impactos causados por eles no meio ambiente, como a poluição do solo, água e ar. Além disso, reduz a retirada de matérias primas da natureza que seriam usadas para a produção de novos produtos, colabora com a limpeza e saúde pública e gera empregos.

6 – Implemente a logística reversa

A logística reversa tem como objetivo principal o recolhimento e a reutilização de produtos e materiais que tiveram o seu ciclo produtivo encerrado. Ela utiliza-se dos canais de distribuição reversos.

A logística reversa de resíduos pode ser realizada por qualquer empresa que deseja adquirir determinado produto para servir de matéria prima para seu ciclo produtivo. O que essas organizações buscam são os benefícios financeiros e a sustentabilidade, além de atender a Política Nacional de Resíduos Sólidos.

7 – Substitua as embalagens descartáveis de seus produtos

Substitua as embalagens descartáveis de seus produtos por refis recicláveis. Dessa forma a quantidade de resíduos gerados será menor. Além disso, a empresa economiza com a aquisição de embalagens.

Sendo assim, conclui-se que as sete dicas de práticas sustentáveis para a gestão de resíduos busca a diminuição dos impactos ambientais que os mesmo causam. Essas práticas geram reduções de custos de produção, possibilita recuperação de matérias primas, o aproveitamento dos resíduos em seu processo de fabricação ou até mesmo a comercialização deles para terceiros.

Gostou desse assunto ou acha ele relevante? Compartilhe nas redes sociais ou deixe seu comentário abaixo.

melhor preço para sua destinação de resíduos